222015dez
Benefícios do ômega 3 aos olhos

Benefícios do ômega 3 aos olhos

20150826113606585919iAlém de substâncias como a luteína, comprovadamente útil para retardar o envelhecimento de células especiais da retina, o ômega 3 começa cada vez mais a aparecer como uma substância que pode ajudar também a prevenir a Degeneração Macular Relacionada com a Idade (DMRI).
Numa das últimas publicações do AREDS: Age-Related Eye Disease Study que saiu no American Journal Of Clinical Nutrition as conclusões parecem apontar para um benefício do ômega 3 na diminuição da incidência da Atrofia Geográfica Central Macular e da Membrana Neovascular da DMRI.
No mesmo estudo faz-se alusão à necessidade de uma avaliação mais rigorosa e sistemática deste potencial benefício que poderia minimizar as trágicas consequências destas doenças do envelhecimento dos nossos olhos.
Um outro género de problemas tem a ver com a superfície ocular externa dos olhos. Há uma série de disfunções da função lacrimal (lembrar que os nosso olhos nunca estão secos porque senão ficávamos cegos e o olho está sempre recoberto por um filme lacrimal especial consistindo em termos muito simples por água e óleos) que podem causar lesões e irritabilidade constante e/ou recorrente.
Quando falamos da síndrome do OLHO SECO provavelmente estaremos mencionando uma diversidade enorme de problemas que alteram a composição da nossa lágrima normal e que, em casos extremos, pode mesmo levar a uma secura muito grande com problemas graves para os olhos e a visão. Geralmente existe um processo inflamatório que pode produzir uma diminuição efetiva da produção da lágrima normal, havendo vários fatores patológicos que se influenciam constantemente exacerbando os seus efeitos.
A conexão entre nutrição e a disfunção da superfície ocular externa só recentemente tem vindo a ser discutida de uma forma séria e sustentada. No caso de ômega 3, vários estudos foram conduzidos de modo a compara-lo com ácidos gordos ômega 6. Os ácidos de ômega 3 encontram-se em avelãs e peixes do tipo do atum e salmão entre outras substâncias .Presume-se que ômega 3 seja mais saudável que ômega 6. Ômega 3 pode beneficiar os pacientes com a síndrome geral de olho seco ao reduzir a atividade inflamatória do organismo e provavelmente alterar o perfil lipídico das glândulas que produzem os óleos especiais que compõem a lágrima normal. Alguns dos componentes do ômega 3 poderão também estimular a secreção da nossa lágrima.
Investigação publicada no ano passado por Biljana Miljanovic sugere que as mulheres que tomam valores elevados de ômega 3 tem um risco menor de virem a ter olho seco.
Em resumo, ômega 3 parece ser benéfico para a nossa saúde em geral e para os olhos em particular, por isso, ele deve ser incorporado na nossa dieta habitual de uma forma sensata para nos irmos protegendo de um desgaste natural das nossas células e que sejam utilizados em doses mais elevadas – com acompanhamento de oftalmologia – em doenças muito específicas do foro ocular.
Fonte: http://drmsn.com/website/



Deixe uma resposta